n° 39 – Ano XIV – Setembro de 2016  →   VOLTAR

Especial

Os novos associados da ABCA

Para a instituição é um privilégio contar com profissionais atuantes na divulgação e reflexão do fenômeno artístico e da crítica de arte

Gabriela Borges Abraços*

A Associação Brasileira de Críticos de Arte tem o prazer de apresentar os novos associados que somam parte de nosso quadro de críticos. A seleção consistiu em um processo conduzido pela Comissão de Credenciais que considerou o percurso profissional dos candidatos na área da crítica de arte, como também analisou as publicações impressas ou digitais enviadas para seleção.

O objetivo foi selecionar candidatos que apresentassem uma expressiva produção na área das artes e que tivessem um compromisso com a pesquisa do fenômeno artístico a partir dos eixos relacionados à História da Arte, criação artística, circulação das artes e seus circuitos, como também questões e problemáticas relacionadas à prática da curadoria e políticas museais.

A aprovação dos novos sócios foi votada na última assembleia da Associação, realizada em agosto. Os novos membros foram recebidos com grande entusiasmo, pois na medida em que sinalizam o interesse pela instituição, cristaliza-se o papel social do crítico de arte em nosso cenário cultural e o compromisso com uma critica de arte séria e profissional.

Orientamos aos demais profissionais críticos que se interessarem em ingressar na ABCA, que acompanhem em nosso site o calendário para a proposição de candidaturas. Para nossa instituição é um privilégio poder contar com mais profissionais engajados na divulgação e na reflexão sobre o fenômeno artístico.

A seguir apresentamos os novos membros ingressantes em 2016 como também um vislumbre de seus percursos profissionais:

 

Bruna Fetter

Pesquisadora e curadora independente. Doutoranda em História na UFRGS, tem se dedicado a investigar questões que envolvem o sistema da arte e os processos de legitimação e constituição de valor na arte contemporânea. Foi bolsista Fulbright e desenvolveu parte de sua pesquisa de Doutorado na New York University. Curadora de diversas exposições e mostras nas cidades de Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro. Também realizou a curadoria da mostra coletiva Mutatis Mutandis com Bernardo de Souza, no Largo das Artes, Rio de Janeiro (2013); a curadoria da exposição Em Qualquer Lugar, exposição individual de Rommulo Vieira Conceição na Casa Triângulo, São Paulo (2013). Compartilhou com Angélica de Moraes a curadoria da mostra “, que recebeu o Prêmio Funarte de Arte Contemporânea, em 2012, São Paulo. Participou na produção executiva da 6ª Bienal do Mercosul e a produção do circuito de Atividades Paralelas da 5ª Bienal do Mercosul (2005). De 2010 a 2013 foi parecerista do Ministério da Cultura nas áreas de Artes Visuais; Transversalidade da Cultura e Patrimônio Cultural. Entre 2013 e 2014 fez parte da equipe editorial da Revista Valise e participou do Comitê de Acervo e Curadoria do Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul (MAC/RS).

Francisco Dalcol

Jornalista, crítico, pesquisador e curador independente. Desde 2012, é crítico de artes visuais do 2° Caderno do jornal Zero Hora, de Porto Alegre. Recentemente, participou do Prêmio Jovem Crítico promovido pela Associação Internacional de Críticos de Arte e recebe premiação como um jovem crítico de destaque.
Doutorando em Artes Visuais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com pesquisa voltada às práticas artísticas contemporâneas baseadas em deslocamentos e às articulações entre arte e política. Mestre em Artes Visuais pela Universidade Federal de Santa Maria, pesquisando as articulações entre circuitos de arte periféricos e o sistema de arte global. Tal pesquisa esteve relacionada ao programa curatorial da Fundação Iberê Camargo, de Porto Alegre.
Realizou várias curadorias de exposições em Porto Alegre e Pelotas e organizou a plataforma virtual “Porto Alegre – Outros Olhares”. Ministrou cursos sobre “Arte e política” (2016), no Santander Cultural, em Porto Alegre e participou de projeto contemplado pelo Rumos Itaú Cultural 2013-2014.

Luana Wedekin

Professora Assistente Doutora no Departamento de Artes e Representação Gráfica na Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP, Campus de Bauru, estando também associada às atividades de extensão do Polo Arte na Escola de Bauru, SP.
Realizou estágio Pós-Doutoral no Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da UDESC; Doutorado em Psicologia na UFSC tese intitulada “Psicologia e arte: os diálogos de Vigotski com a arte russa de seu tempo”. Realizou M.A. no The Courtauld Institute of Art, Londres com a dissertação intitulada “Kazimir Malevich’s Charts: ‘Image-Thinking’ as a Pedagogical Tool of an Artist Teacher”. Mestrado em Antropologia Social na UFSC; Especialização em Estudos Culturais na UFSC; Graduação em Educação Artística, Habilitação em Artes Plásticas na UDESC.
Membro de corpo editorial da Editora da Associação de Arte-Educadores de Santa Catarina (AAESC) desde 2015, como também integra o editorial da Revista Palíndromo, publicação Quadrimestral do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais do Centro de Artes da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) desde 2015.

Luciane Garcez

Professora de Teoria e História da Arte, e de Cerâmica, na UDESC, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, e UNIDAVI, Rio do Sul, SC; e de Metodologia do Ensino da História da Arte e História da Arte de Santa Catarina do Programa de Pós-Graduação na Univille, Joinville, SC. Mestre pelo PPGAV – CEART, UDESC na linha de Teoria e História da Arte, sob orientação da Prof. Dra. Sandra Makowiecky. Doutoranda pela Université Aix-Marseille, França, na linha de Estudos e Ciências da Arte, sob orientação da Profa. Dra. Sylvie Coellier. Atualmente é associada à Anpap e freqüenta regularmente os encontros científicos da instituição com publicações de trabalhos apresentados.
Tem uma produção sólida em vários periódicos e publicações em eventos científicos da area das artes, no Brasil e no exterior.
Em 2016, participou na organização do evento “Laberintos Borgeanos”, com Exposição Coletiva e atuando na realização de Seminário de palestras, Workshop com artistas. O evento foi promovido pela Casa Museo Borges em Buenos Aires. Participou deste mesmo evento na edição de 2012, atuando na organização de exposições Coletivas. Neste mesmo ano de 2012, participou no EntreIlhas promovido pelo Ministério da Cultura no Espaço Oficinas CIC em Florianópolis, em organização de exposição coletiva.

Marcos Fabris

Marcos Fabris é doutor pela FFLCH-USP com pós-doutorado na Universidade de Columbia (Nova York), Université Paris Ouest Nanterre (Paris), MAC-USP e FFLCH-USP (São Paulo). É autor do livro Correspondências: pintura, fotografia e o retrato da modernidade(Humanitas, 2013). Suas publicações e palestras mais significativas incluem reflexões sobre pintura francesa do século XIX e fotografia europeia, norte-americana e latino-americana dos séculos XIX e XX.
Atualmente é Professor de História da Arte e de História da Fotografia no Serviço Social do Comércio (SESC-SP), São Paulo, Brasil, (2014 – 2016), e atua também como professor visitante na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, SP, nos programas de extensão universitária, graduação e pós-graduação (2013 – 2016). Lecionou como docente visitante no programa de graduação do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (2014). Atuou como Professor na Faculdade SENAC de Comunicação e Artes, São Paulo, nos programas de graduação e pós-graduação (2005 – 2008). Desde 2009 ministra vários cursos de extensão universitária em instituições universitárias como SESC, FFLCH-USP e Centro Universitário Maria Antônia da Universidade de São Paulo. Atualmente é membro do corpo editorial da Revista Crítica Cultural.

Silas Martí

Possui graduação em Comunicação Social Com Habilitação em Jornalismo pela Universidade de São Paulo (2007). Estudou história da arte na Università degli Studi di Genova, em Gênova (2005). Concluiu uma pós-graduação em crítica de arte e curadoria na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2012). Fez também uma especialização em mercado da arte contemporânea no Sotheby’s Institute of Art, em Nova York (2014). É mestrando da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo e também realizou parte de sua pesquisa para a dissertação em Detroit como um aluno especial do programa Knight Wallace Fellows, pelo qual foi premiado pela Universidade de Michigan em 2015. Tem experiência como jornalista e crítico de arte ao longo da última década.
Desde 2007, atua como Repórter e crítico da Folha de S.Paulo, escrevendo sobre artes visuais, arquitetura e design para os cadernos “Ilustrada”, “Ilustríssima” e para a revista “Serafina”, todos publicados pelo jornal Folha de S.Paulo. Desde 2008, é editor para a América do Sul e correspondente em São Paulo da revista britânica Frieze especializada em arte contemporânea . Atua ainda como Correspondente em São Paulo da publicação britânica The Art Newspaper, especializada na cobertura da arte contemporânea e seus mercados.

Valquíria Farias

Valquíria Farias, reside e trabalha em João Pessoa. Curadora e Gestora Cultural. Graduada em Serviço Social pela Universidade Federal da Paraíba, em 1993. Especialista em Questão Social e Práticas Artísticas Contemporâneas, pela Universidade de Brasília, em 2010, com estudo sobre a experiência artística Jardim Míriam Arte Clube – Jamac, desenvolvido paulista pela artista Mônica Nador. Atualmente coordena a Galeria Casarão 34, da Fundação Cultural de João Pessoa e membro institucional da Comissão de Análise de Projetos Culturais do Fundo Municipal de Cultura, FMC.
Entre os anos de 2000 e 2003 publicou textos críticos no Jornal O Norte, Jornal A União e Jornal da Paraíba. Atualmente é membro do conselho editorial da Revista Eletrônica “Philipéia” e da Revista “Segunda Pessoa”.
Organizou e participou de diversas curadorias em várias cidades como João Pessoa, Recife e Natal, além de participar em diversos eventos sobre crítica de arte na Paraíba e em São Paulo. Dentre suas curadorias, destaca-se a Curadoria da Exposição Coletiva Acervo PMJP – Prefeitura Municipal de João Pessoa, na Galeria Lavandeira em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (2015) e a Curadoria e organização do XV Salão Municipal de Artes Plásticas de João Pessoa(2014).

*Gabriela Borges Abraços atua como estagiária na ABCA. É doutoranda e mestre em Estética e História da Arte pela Universidade de São Paulo; Bacharel em História pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas – USP. Integrou a equipe de pesquisa no Projeto temático do CNPQ- “Recepção Estética em Museus” liderado pela Profa Dra. Lisbeth Rebollo Gonçalves (ECA/USP) e é pesquisadora no Laboratório de Crítica de Arte da Escola de Comunicações e Artes da USP.

n° 39 – Ano XIV – Setembro de 2016  →   VOLTAR

Leave a Reply

EDIÇÃO 39

Translate

English EN Português PT Español ES