A atuação do poeta catarinense Lindolf Bell (1938-1998) no circuito das artes visuais de Santa Catarina, entre as décadas de 1970 e 1990 é tema de uma palestra online e gratuita promovida pela Fundação Cultural BADESC em parceria com o Museu da Escola Catarinense e a UDESC. O encontro com a participação de Ana Lúcia Beck e Daiana Schvartz e apresentação de Rosângela Cherem, foi realizado no dia 30 de julho e está disponível no youtube: https://www.youtube.com/watch?v=HagIJFUI91s

As palestrantes discorrem sobre os resultados de suas investigações sobre a atuação de Bell como curador, marchand, galerista e crítico de arte. Além da premiada e reconhecida produção em poesia, Bell fundou a primeira galeria de arte consagrada do Estado.

A Galeria Açu-Açu, fundada por ele em 1970, em Blumenau, tornou-se uma referência para Santa Catarina, promovendo a arte regional, bem como garantindo o acesso do público às produções artísticas locais e nacionais.

Concomitantemente, entre 1972 e 1995, Bell assinou matérias semanais sobre arte no Jornal de Santa Catarina. Através destas, noticiava a movimentação do circuito artístico no Estado, contribuindo para a formação de novos públicos e para a legitimação das produções locais.

 

Sobre as palestrantes

Ana Lúcia Beck: membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA) e da Associação Europeia de Literatura Comparada (ESCL); mestre em Teoria, História e Crítica de Arte e Doutora em Estudos Literários pela UFRGS, realizou estágio doutoral no King’s College London. No momento, finaliza pesquisa de pós-doutorado junto ao PPGAV/UDESC investigando a atuação de Lindolf Bell na crítica de arte no Jornal de Santa Catarina. Resultados desta pesquisa foram apresentados no Encontro da ABCA (2020) e no Encontro da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas (ANPAP/2020). Após 13 anos de experiência no ensino universitário no Rio Grande do Sul, hoje atua como professora no Curso de Artes Visuais da UDESC e também na USAC. Ao longo de sua carreira acadêmica, Ana Lúcia tem se detido especialmente na investigação sobre as relações entre as artes visuais e a literatura, tendo publicado trabalhos no Brasil e no exterior. Dentre estes, destacam-se os estudos sobre a produção de José Leonilson, Louise Bourgeois e Albrecht Dürer, entre outros.  Ana Lúcia integra do grupo de pesquisa História da Arte: Imagem-Acontecimento, cadastrado junto ao CNPq, sob liderança de Sandra Makowiecky e Rosângela Cherem. Recentemente o grupo lançou a obra Passado-Presente em Quadros: uma antologia da história da arte em Santa Catarina para o qual Ana Lúcia contribuiu com capítulos sobre Victor Meirelles, Franklin Cascaes, Luiz Henrique Schwanke, Flávia Fernandes e Walmor Corrêa.

Daiana Schvartz: Doutora em Artes Visuais pelo PPGAV/UFRGS, linha de pesquisa em História, Teoria e Crítica, defendeu a tese intitulada “Arquivo Elke Hering: o indício de uma falta”. Mestre em Teoria e História da Arte pelo Programa de Pós-graduação em Artes Visuais/UDESC, defendeu a dissertação “Elke Hering: Crítica, Circuito e Poética”. Possui graduação em Artes Plásticas pela Fundação Universidade Regional de Blumenau. Atua como curadora na Humana Galeria em Chapecó e também como professora de Artes Visuais no Instituto Federal de Santa Catarina, Campus São Carlos, desde 2015. Pesquisa a arte em Santa Catarina, investigando em especial a produção da artista Elke Hering, a crítica de arte de Lindolf Bell e a Galeria Açu-Açu. Recentemente, lançou o livro: Elke Hering: Crítica, Circuito e Poética (2018), bem como finaliza a edição de Lindolf Bell: crítica de arte em Santa Catarina a ser lançado ainda neste ano, com financiamento pelo Edital Municipal de Fomento e Circulação das Linguagens Artísticas do Município de Chapecó.

Rosângela Cherem: Doutora em História pela USP (1998) e Doutora em Literatura pela UFSC (2006); Profa. Titular de História e Teoria da Arte no Curso Artes Visuais e Programa de Pós-graduação em Artes Visuais no CEART- UDESC; coordenadora do Grupo Imagem-acontecimento; orienta, possui pesquisas e publicações sobre História das Sensibilidades e Percepções Modernas e Contemporâneas; atualmente desenvolve pesquisa intitulada Acervos e Arquivos Artísticos em Santa Catarina, Implicações e Conexões.

Leave a Reply