Exposição “Ressoar” de Sérgio Adriano H
Curadoria: Juliana Crispe

A exposição “Ressoar” de Sergio Adriano H, propõe pensar nas histórias ausentes, no que foi amordaçado. Ressoar os sons dos tambores, as palavras não ditas, os cantos trazidos das Áfricas. Dar voz ao que foi calado.
A exposição apresenta obras que lidam com as fronteiras entre a história social ocultada e a história que nos foi apresentada. O artista apropria-se de livros onde o negro aparece não como produtor da história, resignificando-os pela noção de pertencimento do fato, a aproximação entre fronteiras invisíveis e visíveis. Traz objetos, roupas de bebês, peças, que mostram as dualidades e barbaridades desse processo de tempo, um mapeamento de palavras, imagens que permeiam o universo da discriminação e que perpetuam os desacertos entre história ocultada e a história dada a ver na significação da sociedade brasileira.
Para exposição na Choque Cultural, o artista apresenta também obras seriadas, no desejo que o trabalho perpasse por outras fronteiras, ganhando espaço no território urbano, e pela multiplicidade possa “ressoar” em outras frestas, espaços, territorialidades.
Permear Fronteiras.
Ressoar
Soar com força, retumbar, ecoar.
Fazer soar; cantar, entoar
Repetir, reproduzir, repercutir, ecoar.
Soar ou tocar novamente, ressoar, ecoar de novo.
E contar por quem sente na alma e no corpo outros modos de ver a história.

Abertura e conversa: 9 de novembro de 2019, às 19hs
Visitação: 09/11 à 16/11
Horário: 12:00 às 18:00hs
Local: Choque Cultural
R. Medeiros de Albuquerque, 250 – Vila Madalena, São Paulo – SP, 05436-060
Entrada Gratuira
https://www.choquecultural.com.br

 

ARMAZÉM NA CHOQUE CULTURAL
Organização: Baixo Ribeiro, Lilian Amaral e Juliana Crispe
Realização: Bienal de Curitiba, Choque Cultural, Oficina Cultural Oswald de Andrade e Projeto Armazém
Concepção e curadoria geral: PROJETO ARMAZÉM – Juliana Crispe
Curadoria compatilhada em São Paulo: Baixo Ribeiro, Lilian Amaral
Equipe Projeto Armazém: Andressa Argenta, Bruna Ribeiro, Fran Favero, Francine Goudel, Joana Amarante, Juliana Crispe e Matheus Abel
Apoio: Espaço Cultural Armazém – Coletivo Elza, Departamento de Artes Visuais e Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais Ppgav-Udesc – Centro de Artes/CEART – Udesc – Universidade do Estado de Santa Catarina, Pessoal do Faroeste, Multicor – Impressão Fotográfica.
Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura – Funcultural – Fundação Catarinense de Cultura – Governo do Estado de Santa Catarina
Produção: Francine Goudel

Leave a Reply