14ª Bienal Internacional de Curitiba traz o título “Fronteiras em Aberto” e abre ampla programação em Florianópolis

A Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba está em sua 14ª edição e será realizada em 27 cidades de 11 países da América do Sul e Europa. No Brasil, terá sede nas cidades do Paraná: Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel; no Distrito Federal, São Paulo capital e Florianópolis em Santa Catarina.

Com estimativa de superar a significativa cifra de visitantes da edição passada, o Polo SC realizará uma grande panorâmica do cenário de produção atual de Artes Visuais no estado, ofertando 23 exposições coletivas e individuais, dentro do tema conceitual geral do evento: “Fronteiras em aberto”, proposto pelos curadores gerais Adolfo Navas e Tereza de Arruda. O tema visa estabelecer a reflexão sobre as novas relações de geopolítica e imaginário, de entremundos e a condição fronteiriça da arte e do ser humano contemporâneo.

Além das exposições, 19 produtos culturais entrarão na programação do Polo SC, que integrarão o evento MULHER ARTISTA RESISTE, a ser realizado no mês de agosto no Espaço Cultural Armazém – Coletivo Elza.

 

Sobre a exposição “Ninguém consegue segurar o ar” de Fran Favero, abertura da Bienal de Curitiba em SC

A exposição Ninguém consegue segurar o ar, de Fran Favero, apresenta vídeos, fotografias, trabalhos sonoros e outras proposições que acionam fluxos por entre orlas e palavras memoriosas e fronteiriças. Travessias, (in)traduções e erosões exploram relações e enfrentamentos outros entre corpo, fala e espaço, entre lábios, línguas e margens, para além daqueles estabelecidos por barreiras fixas e pelos Estados-nações.

Fran Favero, natural de Chopinzinho, PR, vive e trabalha em Florianópolis, SC, onde desenvolveu sua graduação e mestrado em Artes Visuais pela UDESC. Em seus trabalhos, lida com questões que perpassam o território, a fronteira e a memória, com uma produção no campo dos multimeios, sobretudo em fotografia, vídeo, som e publicações de artista.

 

SERVIÇO

Exposição “Ninguém consegue segurar o ar” de Fran Favero

Curadoria de Juliana Crispe, Francine Goudel e Sandra Makowiecky

De 20 de julho a 8 de setembro

Abertura: 20 de julho às 17h

MUSEU DE ARTE DE SANTA CATARINA – MASC

Endereço: Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600. Agronômica, Florianópolis.

Visitação: terça a domingo, das 10 às 21h.

Entrada gratuita

Leave a Reply