n° 49 – Ano XVII – Março de 2019  →   VOLTAR

Caros leitores, com esta edição do jornal Arte & Crítica abrimos o ano de 2019 e marcamos o início de uma nova gestão na diretoria da ABCA. Agradecemos imensamente aos colegas que participaram da diretoria anterior e aos que permanecem conosco, aproveitando para dar as boas vindas ao que ingressam agora. Esperamos contar com o apoio de todos nossos associados para encaminhar uma gestão democrática e pluralista, capaz de enfrentar as dificuldades de nosso tempo.

Lembramos que já nos encontramos no processo de realização do Prêmio ABCA, que aponta artistas, curadores, críticos e instituições que se destacaram na promoção das artes visuais no País.  A participação de cada um é fundamental para garantir a legitimidade e o alto significado desta premiação, indiquem nomes, votem, e venham festejar juntos, no dia 28 de maio no Sesc Vila Mariana.

Nesta edição, contamos com a participação da crítica da AICA internacional, Niilofur Farouk, nos informando sobre a importante Bienal de Karachi, que se renova como marco da arte em sua região. Apresentamos ainda no plano internacional a importante exposição realizada na Berlinische Galerie, em Berlim, que recupera a história e os propósitos do movimento “Novembergruppe” que, durante a chamada República de Weimar, desempenhou papel decisivo na articulação de artistas e na renovação democrática do campo da arte.

Nossos associados refletem em seus textos sobre a produção de artistas; dos mais reconhecidos como Van Gogh, que é visto sob a perspectiva da pesquisa de Annateresa Fabris, a outros, menos conhecidos nos circuitos de consagração, mas nem por isso menos importantes em suas práticas plásticas. Assim, são abordados em diferentes textos o acadêmico Raimundo Cela; a vanguardista dos anos 60 e 70, Regina Vater; o fotógrafo mineiro Cyro Almeida com suas obras produzidas e expostas em Belém; a multifacetada artista Dilma Góes, do Espírito Santo e as esculturas de Cristina Bratting Almeida, no Museu da Escola Catarinense, da UDESC. Contamos ainda com as anotações poéticas do crítico e jornalista Jacob Kintowitz, na seção Reflexões.

Em Notas lembramos que 2019 é um ano muito importante para nossa Associação, criada em 1949 e que realizou em 1959, na recém-inaugurada Brasília, o Congresso Internacional da AICA, organizado por Mario Pedrosa, que reuniu nomes de grande repercussão da critica mundial como Giulio Carlo Argan, Bruno Zevi, Tomás Maldonado, André Chastel e Jorge Romero Brest. Esperamos poder comemorar estes eventos importantes para a mais antiga associação de artes visuais do Brasil, contando com o apoio de nossos associados. Começamos a contagem regressiva deste ano de comemorações. Convidamos também a todos os críticos da ABCA a colaborar com o jornal Arte & Crítica publicando suas produções e reflexões.

Maria Amelia Bulhões
Presidente da ABCA

n° 49 – Ano XVII – Março de 2019  →   VOLTAR

Leave a Reply

ÚLTIMAS EDIÇÕES

Translate

English EN Português PT Español ES