Com o conceito “Fronteiras em aberto” de Adolfo Montejo Navas e Tereza de Arruda, o evento deste ano visa estabelecer reflexões sobre a relação entre sujeitos e espaços.

Em 2019, a Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba entra em sua 14ª edição, “Fronteiras em Aberto” é o título que alinhava a edição, colocando o tema fronteira em discussão. A proposta temática é um diálogo com a nova situação de refronteiras e desfronteiras do mundo atual, com a desconstrução das noções de fronteiras físicas, as transformações que elas sofrem no decorrer do tempo a partir das relações mutantes entre sujeito e espaço, procurando uma nova cartografia simbólica, de novos sinais.
Seguindo uma tradição construída em anos anteriores, esta edição ocupará numerosos espaços da capital paranaense, incluindo diversas instituições e centros culturais, além de galerias de arte e espaços públicos. Fora de Curitiba, a Bienal amplia ainda mais suas sedes com exposições em outras cidades do Paraná e do Brasil, como Florianópolis (Santa Catarina) e Brasília (Distrito Federal). Em Brasília, uma exposição será inaugurada no dia 13 de novembro de 2019 no Palácio Itamaraty (sede do Ministério das Relações Exteriores do Governo Federal) integrando a 11ª Cúpula do BRICS, que este ano é sediada no Brasil, com a presença de Chefes de Estado e Chefes de Governo. A programação geral contemplará a participação de artistas dos cinco continentes, com destaque para artistas de países membros do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Além da programação no Brasil, a Bienal prevê a organização de mostras de arte contemporânea em outros países, a partir de cooperações com instituições internacionais. Na América do Sul, Argentina, Paraguai e Uruguai; na Europa, França, Suíça e Rússia.

A presidente da ABCA Maria Amélia Bulhões foi convidada para a abertura da Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba que ocorreu no dia 21 de setembro de 2019 no Museu Oscar Niemeyer. Também estavam presentes na cerimônia de abertura as curadoras do Polo SC da Bienal de Curitiba e associadas da ABCA: Juliana Crispe e Sandra Makowiecky.

 

Leave a Reply