A Palíndromo é uma publicação quadrimestral do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais do Centro de Artes da Universidade do Estado de Santa Catarina que existe desde 2004. Trata-se de uma revista digital sem fins lucrativos e concebida para ser um veículo de divulgação de pesquisas e produção de conhecimento, devidamente inscrita na plataforma do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER). Atualmente conta com qualis B1 em Artes.

Para o no. 27 a ser publicado em maio de 2020, o tema é O ornamento em artes visuais:

Talvez não exista nas artes um conceito tão versátil e polêmico quanto o do ornamento. Atestam isso seu emprego inicial no campo da retórica antiga, seu empréstimo às artes do desenho da tradição clássica moderna e sua posterior difusão na produção massificada da modernidade, motivo pelo qual tornou-se um elemento suspeito tanto na arte quanto na vida modernas, como sustenta Gilberto Paim, a ponto de ser o mote de férteis debates envolvendo personagens tais como John Ruskin, Adolf Loos, Clement Greenberg, Ernst Bloch, Siegfried Kracauer, dentre outros.

Nas últimas décadas tem-se observado uma retomada do interesse pelo tema do ornamento, que volta a ser discutido sob múltiplas frentes. De um lado pode-se citar a própria revisão historiográfica do modernismo, que vem procurando reavaliá-lo não mais como um item banido da linguagem moderna, mas sim como um rico tema de investigações do próprio moderno. Também no campo das pesquisas históricas o ornamento acabou recebendo novos investimentos a partir das reavaliações dos chamados estilos históricos, como o barroco, rococó, ou mesmo com novas pesquisas sobre culturas não ocidentais, algo que vem sendo acompanhado por exposições e curadorias.

Novas investigações desenvolvidas em campos como a antropologia, os estudos literários ou os estudos de gênero têm contribuído para uma maior visibilidade e renovada apropriação do ornamento, no sentido de uma valorização dos rastros, do detalhe, do minucioso e do precioso, assim como uma problematização do feminino, dos refúgios da subjetividade e da memória.

Neste contexto, ficam suspensos ou abertos ao questionamento os sentidos, usos e simbologias tradicionais do ornamento. Trata-se de pensar como avaliá-lo em um contexto de cultura e trânsitos globais, de revisões epistemológicas da arte e de novas proposições de investigação e de prática artística. Esta edição da Revista Palíndromo pretende reunir reflexões e análises sobre o tema; para tanto, convida pesquisadores a apresentarem suas contribuições de modo a enriquecer o debate.

Data limite para envio para este número temático: 29/02/2020.

Link para submissão:  http://www.revistas.udesc.br/index.php/palindromo/about/submissions#onlineSubmissions

Organização: Profa. Dra. Alice Viana (PPGAV – UDESC) e Profa. Dra. Luana M. Wedekin (PPGAV – UDESC)

Leave a Reply