Destaques Prêmio ABCA 2015

Instituto Olga Kos Inclusão Cultural

OLga Kos

Destaca-se por realizar  uma tarefa exemplar de inclusão social. Trabalha com pessoas com deficiência intelectual e utiliza dois instrumentos ancestrais e belos para este esforço: o esporte e a arte. Desta maneira o IOK criou uma metodologia única, e, além de ganhar todos os prêmios nacionais nesta área, cede este saber para as várias instituições congêneres. Nos últimos anos o IOK criou uma coleção de livros de arte que, em 2016, contemplará o 20º artista brasileiro. São livros notáveis, pela qualidade literária e formal e que constelam artistas do porte de Marcello Grassmann, Claudio Tozzi, Antonio Peticov, Guto Lacaz, Caciporé Torres, Inos Corradin, Gustavo Rosa, Yutaka Toyota, Neto Sansone, Mario Gruber, Rubens Matuck, Gregório, Takashi Fukushima, Ivald Granato, Marysia Portinari, Eduardo Iglesias, Isabelle Tuchamb e  Sara Belz. É a razão deste destaque pela ABCA.

 

Percival Tirapeli

Percival Tirapeli retrato divulgação

Paulista de Nhandeara é professor titular em História da Arte Brasileira no Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista desde 1987. Mestre e doutor pela Escola de Comunicações e Artes da USP, defendeu tese sobre sua obra como artista plástico Mitopoemas: oito mitos gregos, em 1989. Realizou pós-doutorado na Universidade Nova de Lisboa (2007) e publicou cerca de  vinte livros desde 1999 sobre arte brasileira, tendo recebido o prêmio Sérgio Milliet em 2003 pela pesquisa e publicação de Igrejas Paulistas Barroco e Rococó. Foi vice-presidente da ABCA, e em 2014 acolheu o acervo bibliográfico da ABCA no IA/Unesp, dando-lhe residência e acesso permanentes. Como artista plástico atua desde os anos 1970, e em 2015 realizou a exposição Trajetória, 40 anos de arte, acompanhada de catálogo.  Criou e mantém, na UNESP, acervo digital sobre arte brasileira.

Aracy A. Amaral

Crítica, curadora e historiadora da arte, a paulistana Aracy Amaral tem uma trajetória marcada pelo incentivo e difusão da arte brasileira. É professora titular na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. Foi bolsista da Fapesp e Fundação C. Gulbenkian. Atuou como diretora da Pinacoteca do Estado e Museu de Arte Contemporânea da USP. Em 1977, recebeu o  John Simon Guggenheim Fellowship e, em 2006, ganhou o prêmio Fundação Bunge  por sua contribuição à área de Museologia. Além de ter organizado diversas exposições importantes foi coordenadora-geral do Projeto “Rumos” Itaú Cultural (2005- 2006). Integrou a equipe de curadores da 8ª Bienal do Mercosul e da Trienal do Chile, atuou como membro do Comitê Internacional de Premiação do Prince Claus Fund, em Haia, na Holanda 2002-2006. Escreveu  e organizou cerca de 25 livros, desde 1970,  sobre arte na América Latina e arte brasileira, em particular, sobre o Modernismo e seus artistas.

Categoria: Notícias / permalink.